Dia Mundial Sem Tabaco: Salve vidas!

Dia Mundial sem Tabaco

O tabaco é, sem quaisquer margens para dúvidas, um importante factor de mortalidade. E quando falo em mortalidade, refiro-me principalmente a mortes evitáveis. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que, anualmente, morrem mais de 5 milhões de pessoas devido ao tabaco. Colocando esse gigantesco número numa outra perspectiva, a cada 6 segundos morre uma pessoa devido ao tabaco

O fumo do tabaco e os seus componentes são responsáveis por cancros do pulmão, da boca, do lábio e de estruturas que compõem a garganta, de enfarte agudo do miocárdio, de acidentes vasculares cerebrais, da doença pulmonar obstrutiva crónica, entre outras. O fumo do tabaco é composto por mais de 4000 substâncias, das quais mais de 250 têm efeitos nefastos comprovados e mais de 50 são responsáveis por cancros.

Ao fumar, cada fumador activo ou passivo está a inalar produtos químicos usados em:

  • produtos de limpeza (amoníaco)
  • insecticidas (nicotina, naftalina)
  • pesticidas (DDT- Dicloro-Difenil-Tricloroetano)
  • combustível de foguetes e automóveis (metanol)
  • baterias de automóvel (cádmio)
  • armas de guerra (polónio)
  • conservantes de madeira (arsénio)
  • gás de cozinha (butano)

Já alguma vez tinha parado para pensar nisso? Esta é apenas uma amostra dos 4000 químicos… O Dia Mundial Sem Tabaco é um excelente dia para pensar nisso! É um óptimo dia para não fumar!

Salve vidas! Comece pela sua!

Bibliografia consultada: OMS – http://www.who.int/tobacco/en/

Miguel Oliveira, natural de Braga, licenciado em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Calouste Gulbenkian – Universidade do Minho (2007), com passagem por Itália na área oncológica ao abrigo do programa de intercâmbio Europeu ERASMUS. Formador com CAP (2008), Pós-Graduado em Neuropsicologia de Intervenção pelo CRIAP/Associação Portuguesa de Neuropsicologia (2010). Colaborou no IEFP como formador. Iniciou a atividade de enfermagem em 2008 num hospital oncológico em Portugal, atualmente exerce a profissão no Reino Unido. Colaborou em vários projetos relacionados com a prevenção primária e apoio a doentes com cancro colo-rectal e seus familiares (Europacolon Portugal). Membro ativo na Associação de Enfermagem Oncológica Portuguesa, atualmente colaborador no Workgroup Dor. Por indicação do autor, os seus textos não obedecem ao novo acordo ortográfico.     Miguel Oliveira, born in Braga, Portugal, completed the Nursing License Degree at Calouste Gulbenkian Superior Nursing School, University of Minho (2007), with oncology experience in Italy under the European student exchange program ERASMUS. Former certified by IEFP (2008), completed the Post-Graduate Degree in Neuropsychology Intervention at CRIAP/ Portuguese Society of Neuropsychology (2010). Collaborated with IEFP as a former. Started as a Nurse Staff in 2008 in a cancer hospital in Portugal, at the moment is a Registered Nurse working in the UK. Collaborated in several projects dedicated to cancer primary prevention and support to colorectal cancer patients and its family (Europacolon Portugal). Active member of the Portuguese Association of Oncology Nursing, at the moment collaborates with the Pain Workgroup.