Osher Center para medicina integrativa

Share on Facebook28Share on Google+0Tweet about this on Twitter

“A nossa equipa continua a integrar com sucesso a medicina moderna com práticas exercidas ao redor do mundo, atendendo à necessidade de um novo modelo de atendimento que promove a cura e o bem-estar da pessoa como um todo – mente, corpo e espírito”.

Margaret A. Chesney, directora do UCSF Osher Center

Medicina integrativa”  é um novo termo que realça a combinação de métodos convencionais e alternativos para lidar com os aspectos biológicos, psicológicos, sociais e espirituais da saúde e da doença. Enfatiza a capacidade do ser humano para a cura, a importância da relação entre médico e  doente e  a abordagem colaborativa entre os profissionais de cuidados de saúde convencionais, complementares  e alternativos, estes  baseados  em evidências.

Actualmente a  “saúde”  está reduzida  ao cuidar da doença; os médicos passam a maior parte do tempo a trabalhar a doença específica,  ou a parte do corpo do doente e não focam  o individuo como um  “todo”. Não  só  é importante tratar a doença mas também  manter a saúde para  que a pessoa possa viver o mais plenamente possível.

Osher Center, é um centro interdisciplinar que faz parte da Universidade da Califórnia e que utiliza a medicina integrativa a três níveis: investigação, educação e cuidado ao doente.

Os tratamentos efectuados neste centro são orientados para  a prevenção, manutenção  da saúde, intervenção precoce,  e para  o doente como “centro” de cuidados. A vantagem  deste tipo de centros  é a melhoria do sistema público de saúde e a redução dos custos.

Até à data, o Centro Osher da Califórnia recebeu dois prémios de excelência do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, desenvolveu 25 horas de currículos necessários para estudantes de enfermagem, medicina e farmácia e viu mais de 20 mil doentes em visita.

Existem mais dois centros deste género, um em Harvard, Estados Unidos e outro na Suécia, Karolisnka Instituto.

É  importante que  Portugal tenha  em conta  modelos de hospitais e centros como este, que os  adopte e  adapte à realidade portuguesa, para que  possamos ganhar  uma “melhor saúde para todos“.

Visualize o vídeo:

André Louro

Sobre André Louro

André Louro é especializado na área da psicologia da saúde. Doutor pela Universidade Autónoma de Barcelona. Colaborou no Stop Cancer Portugal até Abril de 2013 com a rubrica "Espaço Psi".