Objectivo 2011: deixar de fumar!

Share on Facebook15Share on Google+0Tweet about this on Twitter

deixar de fumarNo início de cada ano renovam-se desejos, constroem-se planos e perspectivam-se promessas. Provavelmente, qualquer um de nós conhece alguém que planeou deixar de fumar no início do novo ano.

Há dois anos atrás, a chamada “Lei do Tabaco” – que restringiu e criou regras para os locais permitidos para fumar – foi o incentivo para alguns fumadores deixarem de fumar. Se ainda está indeciso ou sem motivação para deixar de fumar, peço para que continue a ler um pouco mais…

Porventura já ouviu ou leu que o tabaco é um dos responsáveis por infecções respiratórias, AVC (acidente vascular cerebral), cancro do pulmão, cancro da garganta e boca, todos eles potencialmente fatais ou com possibilidade de deixar graves sequelas. Também poderá saber que fumar é uma decisão autónoma de quem o inicia e que a restante população tem direito a não ser fumador passivo. Certamente saberá que fumar causa dependência, algo que uma parte dos fumadores só tem consciência quando tenta parar de fumar.

O que provavelmente poderá não saber é que em 2030 o tabaco será responsável pela morte de 8 biliões de pessoas, destas 1 em cada 4 será uma morte prematura. O tabaco é ainda responsável por sofrimento, quer pela evolução das doenças quer pelo seu tratamento, assim como de perda de capacidade e funcionalidade.

Fumar tem custos económicos para o fumador como para toda a sociedade em geral. O fumador tem menor produtividade, maiores taxas de absentismo e um maior número de acidentes, sendo responsável por incêndios quer no interior ou exterior de edifícios. Fumar aumenta o prémio a pagar pelo seu seguro de vida (seguro quase indispensável, por exemplo, na compra de casa). Vários fumadores afirmam que o fumo do tabaco escurece a tinta das paredes e tectos da casa, aumentando os gastos de conservação da mesma.

Deixar de fumar só traz vantagens principalmente para si! Para o fazer necessita de confiança e do apoio e motivação das pessoas que o rodeiam!

A nicotina causa dependência, e a supressão súbita de nicotina pode conduzir a manifestações menos agradáveis. Para o ajudar e o orientar, vários centros de saúde e hospitais têm uma consulta específica para quem desejar deixar de fumar! O Portal da Saúde disponibiliza uma lista desses centros. Lá encontrará uma equipa preparada para o apoiar e orientar durante todas as fases do tratamento!

Sim, deixar de fumar é tratar de si!

Fonte de Informação: Organização Mundial da Saúde.

Miguel Oliveira

Sobre Miguel Oliveira

Miguel Oliveira é licenciado em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Calouste Gulbenkian – Universidade do Minho (2007). Pós-Graduado em Neuropsicologia de Intervenção pelo CRIAP/Associação Portuguesa de Neuropsicologia (2010). Atualmente exerce a profissão no Reino Unido.