“Sopas de Natal” de Trancoso

trancoso+sopas+de+natalPortugal é considerado um País pequeno. É um ponto de vista.

Outra perspectiva é que Portugal é um País grande, tão grande que dificilmente se consegue conhecer todas as suas terras e todos os seus costumes. Um bom exemplo dessa grandeza reflecte-se nas mais diferentes tradições, de norte a sul, como é o caso da noite de Natal.

Como é que um País tão pequeno como o nosso tem na consoada pratos festivos tão diferentes? Nos Estados Unidos da América, uma nação povoada por diferentes raças em 50 estados, na Ceia de Natal há peru, para todos.

Quer ver este exemplo tão português?

Sopas de Natal” é uma receita enviada por Cristina Santos, natural de Trancoso, na Beira Interior. Lembra já ser do tempo da sua bisavó e que só se faz para a noite da consoada.

Para 10 pessoas são necessários os seguintes ingredientes: 6 postas de bacalhau, meio pão de trigo, 4 couves portuguesas, azeite e alhos q.b. Deve cozer as couves juntamente com o bacalhau. Entretanto corte o pão em pedaços. Quando o bacalhau estiver cozido é retirado e desfiado. Quando as couves estiverem cozidas junta-se o pão e o bacalhau desfiado. Aqueça o azeite numa frigideira com o alho cortado em rodelas finas e deixe alourar; a seguir adicione-o à sopa e mexa.

Tem um modo de preparação simples e bastante nutritivo: as vitaminas e os minerais dos diversos ingredientes ficam todos na água da cozedura e não se perdem.

Na noite de consoada, a festa começa com estas sopas, depois comem-se as batatas cozidas com o bacalhau ou o polvo, acabando com as rabanadas, os sonhos e as filhoses.

Ainda vai a tempo de experimentar!

Margarida Vieira

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional n (...)