O presente ideal

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

bonsai

Uma amiga minha fazia anos e, então, decidi ir a uma loja de Bonsais para ver se comprava qualquer coisa. Encontrei uma série de bonsais de distintas formas, tamanhos e espécies. Achei que era um presente ideal para oferecer.

Descobri que os bonsais são plantas que necessitam de cuidados especiais: a nível da rega, de vitaminas e poda; esta é muito importante para que o bonsai mantenha uma determinada forma… é como o Ser Humano. Um Bonsai, se for bem cuidado, poderá durar muitos e muitos anos.

A minha paixão pelos bonsais surgiu quando há um ano uma amiga me ofereceu um bonsai com sete anos como prenda de aniversário. Decidi atribuir-lhe um nome, chamei-lhe Gonçalo. Penso que qualquer que seja a planta ou animal, deverá ter um nome. Até agora não tive problemas com o Gonçalo, considero que ele está a crescer e forte… Para além de o regar, de lhe dar vitaminas e de o podar, falo com ele… sim porque devemos falar com as plantas, elas também precisam de “afecto”.

Todos os dias vejo o Gonçalo, erguendo as suas hastes, endurecendo o tronco e brotando novas folhas. Encanta-me ver o Gonçalo orgulhoso de viver, de folhas brilhantes e de tronco sólido.

Fez-me descobrir algo que nunca tinha pensado; que um bom desenvolvimento depende quase tanto do jardineiro como da própria planta ou da terra em que está colocado. Um cuidado regular produz maravilhas, um esquecimento pode matar.

Com o Gonçalo apercebi-me, que tal como nos preocupamos com os outros, também temos de nos preocupar com nós próprios. Para além de termos de cuidar do nosso corpo, também temos de limpar e exercitar a nossa mente.

Fez-me pensar que algumas coisas crescem muito devagar; podem levar anos e anos, e devem aceitar-se longos Invernos de aparente imobilismo; mas, um dia, e não sabemos quando, acabarão por despontar.

De volta à loja, acabei por comprar um bonsai que dá fruto e, pelos vistos, é uma ela… chama-se Carolina.

André Louro

Sobre André Louro

André Louro é especializado na área da psicologia da saúde. Doutor pela Universidade Autónoma de Barcelona. Colaborou no Stop Cancer Portugal até Abril de 2013 com a rubrica "Espaço Psi".